A partir de 11/03, durante quatro aulas às segundas, das 20h às 22h, serão expostos os conceitos mais importantes sobre NIILISMO E ETERNO RETORNO EM NIETZSCHE: o niilismo como negação da vida em suas diversas formas (negativo, reativo e passivo); a vontade de potência aprisionada pelo ressentimento; o niilismo no seu sentido ativo, como destruição da negação da vida; a relação entre eterno retorno, amor fati e criação de valores.
Duração: 4 aulas, às segundas, de 11/03 a 01/04
Horário: das 20h às 22h
Endereço: Lab Mundo Pensante – Rua Treze de Maio, 733, Bela Vista, São Paulo (próx. ao metrô Brigadeiro e São Joaquim)
Valor do curso completo:
R$ 215,98 no pagamento antecipado, com opção de parcelamento em até 12x no cartão.

R$ 230,00 no pagamento no local, na primeira aula (cartão de crédito/débito ou dinheiro). Nesta opção a inscrição é feita na primeira aula.

Inscrições: https://bit.ly/2MMSyq9

 

* O curso é destinado a interessados em geral e não é necessário ter conhecimento prévio para se inscrever.
* Haverá certificado de participação.
* Cada aula é dividida em três partes: na primeira parte, exposição dos conceitos; na segunda parte, perguntas dos alunos; na terceira parte, exposição dos conceitos.
* Os alunos receberão por e-mail os áudios das aulas e material complementar (textos, sugestões de vídeos, etc.).
Para Friedrich Nietzsche, o pensamento do eterno retorno permite que seja realizada a redenção do passado, destruindo o modo ressentido, culpado e niilista de vivermos. Para o niilista passivo, a ausência de sentido da existência é ainda um estado de sofrimento, de resignação e de brandura. Porém, por meio da afirmação da vida (o amor fati), ele transmuta o passado e cria novos valores, superando o niilismo.
Aula 1: O primeiro estado psicológico do niilismo como ordenação moral-divina do mundo; a crítica à Platão e ao cristianismo.

Aula 2: O segundo estado psicológico do niilismo como ordenação moral-humana do mundo; a crítica à Kant e à ciência moderna; o terceiro estado psicológico do niilismo como ausência de sentido e de valor; a crítica à Schopenhauer.

Aula 3: A superação do niilismo como redenção do passado e a transmutação da vontade do nada para a vontade que diz “Sim” à vida; do sem-sentido da existência para a criação de sentido; da ausência de valores para a criação de novos valores.

Aula 4: O amor fati e o eterno retorno; consciência e comunicação gregária; solidão, silêncio e o uso artístico da linguagem como expressão da afirmação da vida.
AMAURI FERREIRA é filósofo, escritor e professor. Desde 2006 ministra cursos livres de filosofia. É autor do livro “Singularidades Criadoras”. É também autor de livros sobre a filosofia de Spinoza, Nietzsche e Bergson. Visite: www.amauriferreira.com




Leave a Reply