A partir de 08/04, durante quatro aulas às segundas, das 20h às 22h, serão expostos os conceitos mais importantes sobre o ANTI-ÉDIPO DE DELEUZE & GUATTARI: a relação entre o capitalismo, a esquizofrenia e a neurotização; as máquinas desejantes e as linhas de fuga criadoras; as tarefas da esquizoanálise.
Duração: 4 aulas, às segundas, de 08/04 a 29/04
Horário: das 20h às 22h
Endereço: Lab Mundo Pensante – Rua Treze de Maio, 733, Bela Vista, São Paulo (próx. ao metrô Brigadeiro e São Joaquim)
Valor do curso completo:
R$ 215,98 no pagamento antecipado, com opção de parcelamento em até 12x no cartão.
R$ 230,00 no pagamento no local, na primeira aula (cartão de crédito/débito ou dinheiro). Nesta opção a inscrição é feita na primeira aula.
.:: Inscrições: https://bit.ly/2XE0TBv
* O curso é destinado a interessados em geral e não é necessário ter conhecimento prévio para se inscrever.
* Haverá certificado de participação.
* Cada aula é dividida em três partes: na primeira parte, exposição dos conceitos; na segunda parte, perguntas dos alunos; na terceira parte, exposição dos conceitos.
* Os alunos receberão por e-mail os áudios das aulas e material complementar (textos, sugestões de vídeos, etc.).
A primeira obra de Gilles Deleuze e Félix Guattari, “O Anti-Édipo”, é marcada por uma nova teoria do desejo e do inconsciente. Como alternativa à representação psicanalítica do inconsciente (Édipo como dogma), Deleuze & Guattari não dissociam o desejo do processo de uma linha de fuga criadora, traçada pelas máquinas desejantes. Em razão das exigências do mercado, o desejo é separado desse processo, subordinado a um sistema de repressão-recalcamento que o desintensifica. Portanto, o problema clínico e político da teoria de Deleuze & Guattari é devolver ao desejo o processo que o intensifica, permitindo a criação de novos modos de expressão.
Aula 1: A interrupção do processo do desejo no capitalismo (axiomatização); a edipianização no capitalismo; neurose, perversão e psicose.
Aula 2: A edipianização psicanalítica; as máquinas desejantes e os cortes de fluxos; o corpo sem órgãos e a sua oposição ao organismo.
Aula 3: A tarefa negativa/destrutiva e a primeira tarefa positiva da esquizoanálise: libertar os órgãos da demasiada organização ao retomar o processo do desejo de produção de intensidades.
Aula 4: A segunda tarefa positiva da esquizoanálise: a identidade de natureza entre as máquinas sociais e as máquinas desejantes, mas com diferença de regime; o investimento libidinal paranoico, reacionário e fascista; o investimento libidinal esquizoide revolucionário.
AMAURI FERREIRA é filósofo, escritor e professor. Desde 2006 ministra cursos livres de filosofia. É autor do livro “Singularidades Criadoras”. É também autor de livros sobre a filosofia de Spinoza, Nietzsche e Bergson. Visite: www.amauriferreira.com

Lab Mundo Pensante
Rua Treze de Maio, 733 – Bela Vista – São Paulo – SP
Tel:. 5082-2657
www.mundopensante.com.br
Curta nossa fanpage e receba atualizações:
https://www.facebook.com/labmundopensante/